Conto de Natal
Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Boas festas para todos em qualquer altura do ano!

O Natal só acontece uma vez por ano, triste verdade, pois se acontecesse todos os dias, este mundo seria bem diferente.

Esta é a mensagem de Charles Dickens e do seu Conto de Natal.

Esta é a opinião de Pickles, a pulga, que inadvertidamente vai cair na orelha do protagonista do Conto de Natal, o avarento Scrooge. Scrooge, uma personagem de Dickens que recusa a tradição e põe em causa o ideal do Natal, tem desta vez um observador anónimo, a pulga Pickles. De uma forma inovadora, Pickles vai fazer uma narrativa da viagem alucinante que Scrooge inicia quando é confrontado por três espíritos natalícios que o tentam redimir dos erros do seu passado.

Estes três fantasmas representam o passado, o presente e o futuro e percorrem a narrativa com uma subtileza de humor contemporâneo que torna possível uma

harmonia na reconciliação dos homens, não só através das suas virtudes como também das suas fraquezas.

Comportam-se de uma forma pouco convencional e a sua estratégia metafísica nem sempre é eficaz. Os seus métodos avançam por tentativa e erro, para redimir o avarento Scrooge, mas vão precisar da ajuda terrena por parte de Pickles, emprestando uma natureza humana a estas personagens oriundas do sobrenatural.

Quanto a Scrooge, não se esqueçam!

Um problema de consciência traz sempre uma pulga atrás da orelha.