Projeto

Projeto
Cesário Verde – Poeta de Oeiras
Projeto Pontual

No âmbito da programação geral do Templo da Poesia, nomeadamente no eixo 2 integrado na candidatura da Oeiras27, propomos contribuir com iniciativas no âmbito da poesia que despertem na comunidade não só a curiosidade para explorar o seu património enquanto espaço expositivo, mas também o desejo de o habitar e humanizar enquanto lugar comum de partilha de saberes, de experiências e de sensibilidades.

O Espetáculo “Um Espelho a passar por uma estrada”, parte da exposição Cesário Verde – Poeta de Oeiras, patente no Templo da Poesia de 25 de Fevereiro a 23 de abril e visa:

- Incentivar a divulgação e o conhecimento de alguns dos grandes autores da poesia e literatura portuguesa;

- Contribuir para a divulgação dos autores representados no Parque dos Poetas;

- Promover a reflexão sobre a vida e cuja mediação é efetuada através de diversas expressões artísticas;

- Dar continuidade a uma linha programática para o Templo da Poesia que assenta na partilha de experiências através da poesia, da literatura e de outras linguagens performativas.

Cesário Verde o grande protagonista deste Ciclo, está representado no Parque dos Poetas e que para além de ser um dos maiores da história da nossa literatura, sinaliza o início de uma nova tendência artística e literária, o modernismo (e que vai influenciar uma série de autores posteriores), sendo frequentemente um autor fora do seu tempo (cujo lugar legítimo seria o século XX). Para além disto, possui uma grande ligação ao Concelho de Oeiras, local onde viveu, na sua Quinta em Linda-a-Pastora e onde, certamente, produziu grande parte da sua obra poética, lugar privilegiado da sua observação, da sua flânerie.